22
Jun 09

tu fechas,

eu abro!

abro?

em vão tento abrir as portas que fechaste.

empurro, não abre.

a chave não serve!

bato, não abres!

não há frestas,

nem pequenos golpes de luz,

sendo dia!

lá fora...

o sol brilha

e eu encostado à tua porta, fechada!

uma parede fria,

vazia!

uma janela trancada,

calada!

passa a noite,

passa o dia

e aquela porta sombria,

nunca mais se alumia.

passa outra noite,

mais outra

e aquela porta tamanha´,

cresceu para ser uma estranha.

passa um ano,

passa a vida

e aquela porta fechada,

de porta não tinha nada.

era parede...

eu não via!

 

Pachecokbk às 05:02

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
18
19

21
23
24
26
27

28
30


RSS
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO