14
Fev 09

É o amor. Preserva as tuas entranhas,

porque a paixão não é fácil,

e tudo o que se elege se consome,

ainda que tenha razão.

Vive livre dele,

porque a calma do amor é a fadiga,

indisposição o seu começo, e morte o seu final.

Para mim, sem dúvida,

o morrer por amor é um viver,

e o favor o devo àquele que amo.

Dou-te estes conselhos

porque conheço muito bem o que é o amor.

Mas se tu preferes contradizer-me,

escolhe o que muito bem te agradar.

Se desejas viver prazenteiramente

morre mártir por ele; se não o fizeres,

o amor tem já a sua própria gente.

Quem não morre de amor, por ele não vive.

E o mel não o podes colher

sem te expores às picadas das abelhas.

 

Pedro Marques

Pachecokbk às 06:52

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
20
21

22
23
25
28


RSS
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO