26
Ago 09

Nenhum outro festival de música teve tanta repercussão e tanta importância como este. Apesar de outras edições e de outros grandes festivais de música, Woodstock permanece como o mais importante evento musical da história contemporânea.


O mundo e especialmente os Estados Unidos passavam por tempos difíceis de guerra, violência e desilusão. A década de 60 foi a mais conturbada década do século e chegava ao fim com uma sensação de vazio, e é nesse clima de final de festa que o maior evento de música alguma vez realizado encontra terreno fértil para se consolidar. O festival de Woodstock, realizado em 15 de Agosto de 1969, reuniu uma multidão de mais de 450 mil jovens para 3 dias de amor e música.

O festival foi idealizado e levado a cabo por quatro jovens, John Roberts, Joel Rosenman, Artie Kornfeld e Michael Lang. Roberts e Rosenman eram jovens milionários procurando um investimento interessante para seu dinheiro. Lang e Kornfeld tinham ideias interessantes e originais, pensavam em fazer uma gravadora independente especializada em rock localizada numa cidadezinha afastada de Manhattam chamada Woodstock e realizar um festival misturando exposição cultural, concertos de rock e estilo de vida da cultura alternativa. O quarteto acabou por se encontrar e o evento foi ganhando forma.



Kornfeld explicou que o festival não deveria ser pensado como construção de palcos, assinatura de contratos ou venda de bilhetes. Woodstock deveria ser um estado de espírito, um acontecimento para se tornar um ícone de toda uma geração.

Woodstock superou todas as expectativas e revelou-se um verdadeiro fenómeno. Quase meio milhão de pessoas foram até Woodstock aproveitar 3 dias de mentes abertas, amor livre, drogas liberadas e muito rock. O festival originou um dos piores engarrafamentos em Nova Iorque, mas não houve nenhum acidente ou violência durante o festival. Criou-se uma nação dentro de uma nação, reunida por seus ideais e sua vontade de se divertir, embaladas ao som de The Who, Jefferson Airplane, Jimmy Hendrix, Janis Joplin, Joe Cocker, Bob Dylan, Santana e todos os grandes nomes do rock da era que hoje em dia são verdadeiras lendas.(De fora só ficaram, Led Zeppelin, afirmando não querer ser mais um nome no meio de muitos outros e os Doors, que atravessavam um período conturbado devido aos seus problemas de Jim  Morrison com a justiça).

O evento tornou-se um verdadeiro ícone, as dimensões de Woodstock foram além das 450 mil pessoas reunidas no festival, muitos dizem que Woodstock foi o fim de toda a ingenuidade e utopia que cercavam os anos 60, outros dizem que foi o apogeu de todas as mudanças e desenvolvimento na sociedade. Mas todos concordam que o festival foi um marco importante não só para a história da música, mas para a história de todos nos.


18
Ago 09

Músico e inventor do lendário modelo Les Paul, da Gibson, morreu no passado dia 13 na sequência de uma pneumonia com 94 anos.
"Tocas bem harmónica, mas a tua guitarra não toca suficientemente alto", a frase que ouviu de um desconhecido crítico musical quando aos 13 anos quando tocava num bar de jazz, inquietou-o de tal forma que o levou a fazer varias experiências ate conseguir construir a sua primeira guitarra eléctrica. Depois de varias evoluções era colocada à venda a primeira Gibson Les Paul em 1952. A Gibson Les Paul ganhou ramificações e foi adotada por artistas de várias gerações, como Pete Townsend, Jimmy Page, Jeff Beck e Slash.

Como inventor ajudou no nascimento do rock ‘n’ roll ao criar a primeira guitarra eléctrica de corpo sólido, revolucionando assim todo o mundo da musica. Foi também responsável por uma das invenções mais revolucionárias nos métodos de gravação, o gravador multicanal, atraves do qual os músicos puderam gravar instrumentos diferentes na mesma música.
Pela sua paixão pelas guitarras, em Janeiro de 1948, Les Paul arriscou a vida. Num acidente de automóvel, fracturara o braço direito em três sítios diferentes e os médicos aconselharam a amputação. Melhor que ninguém, Les Paul sabia que seria impossível tocar guitarra só com um braço e exigiu que o engessassem. Ainda por cima, teriam de o fazer num ângulo de 90º para que pudesse continuar a tocar guitarra. Foram dois anos de recuperação, mas nunca deixou de tocar. 

 

Apesar de afectado pela artrite e por problemas auditivos conseguiu manter a sua actividade musical, tocando regularmente num clube de jazz de Nova Iorque já com mais de 90 anos de idade.

Pachecokbk às 03:08

16
Jul 09

James Patrick Page nasceu a 9 de Janeiro de 1944 em Heston, Middlesex.

Tudo começou quando os pais lhe ofereceram uma guitarra espanhola, em 1957.
Artistas como Chuck Berry ou Buddy Holly influenciaram o autodidata Jimmy Page, levando a que trocasse a sua guitarra espanhola por uma guitarra eléctrica, começou com uma Hoffman Senator, mais tarde uma Grazioso, uma réplica da Fender Stratocaster.
Em 1959 já tocava em algumas bandas locais, e numa das actuação Mike Leander convidou para músico de estúdio.
Nos três anos que se seguiram, Jimmy tocou com inúmeros artistas, participando em centenas de álbuns, entre os quais os Kinks e Who.
Em 1963, gravou She Just Satisfies, disco onde toca todos os instrumentos, à excepção da bateria.

Em 1966, recebeu o convite do amigo Jeff Beck para integrar os Yardbirds, como baixista, mas em 1989 com a saída de  Jeff , a banda começou a desmoronar-se e com uma série de compromissos assumidos, Page viu-se na obrigação de recrutar novos membros e de uma forma urgente. Assim, John Paul Jones assumiu o baixo, Bonham a bateria e Robert Plant a voz.  Estava formada uma nova banda: os Led Zeppelin.
Revolucionaram o meio musical, sendo considerados por muitos os pais o Hard Rock e o Heavy Metal. Após mais de uma década de inúmeros álbuns, recheados de sucessos e enormes digressões, os Led Zeppelin decidiram pôr termo à carreira da banda, devido à morte de Bonham em 1980.

Considerado por muitos o melhor guitarrista vivo e um dos 5 melhores de todos os tempos Page  deixa em aberto  em 2009 um possível regresso aos palcos com  os outros dois membros originais dos Led Zeppelin e Jason Bonham ( filho do baterista John Bonham).

Pachecokbk às 05:22

25
Jun 09

Beirut é um grupo do Novo Mexico que tem como base uma composição instrumental de eleição que constroi uma melodia unica. Em 2006 editaram um excelente álbum de estreia que teve como inspiração elementos do leste europeu e do folk chamado  "Gulag Orkestar". Em  2007 seguiu-se, "The Flying Club Cup" que soa a uma estranha afinação orquestral e torna-se a confirmação de um genuíno talento. O projecto Beirut lança agora um disco ao vivo, no qual Zach Condon revela o seu especial talento na mistura cirúrgica que faz das referências musicais do mundo.

Pachecokbk às 02:34

22
Jun 09

 

Jeff Buckley deu início à sua carreira sob o olhar atento e carregado de expectativas de todos aqueles que conheciam o trabalho do seu pai(Tim Buckley), e queriam ver em Jeff um herdeiro do seu talento. Á semelhança do pai, o músico criou desde o início da sua curta carreira uma legião de fãs, que acabou por se tornar num fenómeno de culto.
Jeff Buckley nasceu em Orange County, na Califórnia, em 1966,começou a tocar quando ainda andava na escola e, anos mais tarde mudou-se para Los Angeles, para onde foi estudar música. No início dos anos 90, destacou-se dos outros músicos da sua geração, dando o pontapé de saída da sua carreira no circuito de bares de Nova Iorque, já com o rótulo de artista iluminado, e ainda antes de seguir a solo, o músico participou os Gods & Monsters com o guitarrista experimental Gary Luca.
Aclamado pela crítica, aplaudido pelo público e reconhecido pela generalidade dos músicos, Buckley editou o seu primeiro registo em 1983. Intitulado "Live at Sin-é", o registo consistiu num EP com quatro faixas gravado ao vivo, em 1983, que chegou ao mercado pela mão da Columbia Records.
Nessa altura, o músico entrou em estúdio com o baixista Mick Grondhal, o baterista Matt Johnson, e o produtor Andy Wallace, e juntos gravaram sete novos temas, entre os quais se contavam "Grace" e "Last Goodbye", assim como três versões, uma das quais para "Hallelujah" de Leonard Cohen, e outra para "Corpus Christi Carol" de Benjamin Britten.

O calendário marca o dia 29 de Maio de 1997, o cenário é a cidade de Memphis. Jeff Buckley e Keith Foti, caminham em direcção a um estúdio onde têm encontro marcado com a banda. Os dois decidem descansar ao pé do rio e Jeff sempre desafiante, entra nas águas do Wolf River apesar dos receios e avisos de Keith Foti. Num rádio portátil pode ouvir-se «Whole Lotta Love» dos Led Zeppelin, Jeff entoa em voz alta as letras e brinca com a forma de Robert Plant cantar, com a passagem de um barco, o amigo deixou de ver Buckley devido à ondulação provocada. Naquela altura só as luzes da cidade iluminam as tristes águas do Wolf River mostrando que natureza tem estranhas formas de mostrar a sua raiva. O corpo de Jeff Buckley é encontrado tres dias depois. O homem que sabia demasiado acerca da vida e do amor havia sucumbido prematuramente e de forma trágica.

Pachecokbk às 02:44

10
Set 08


Um simples e vago nascimento de um foco de luz no meio da escuridão, sempre direccionado para a musica mas sem esquecer todo o fascínio em redor.....



Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


RSS
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO